Cria Rumo: 13 anos de muita experiência!!

No último mês de fevereiro, nós da Cria Rumo comemoramos os 13 anos da empresa. Formada por colegas e professores da Faculdade de Turismo Olga Mettig, fomos nos tornando sócios super complementares. Trabalhamos muito e sempre nos colocando em desafios bem interessantes, que entendemos serem os nossos desafios. Na verdade, a gente quase não faz nada que não tenha desafios. O básico a gente deixa para os outros.
 
Quando nos lembramos da trajetória da Cria Rumo, nesses treze anos de existência, percebemos como foram sempre novos os desafios que enfrentamos e como deixaram boas lembranças e forte legado em nosso portfólio de clientes e experiências.
 
Iniciamos com atividades voltadas para atender o Instituto de Hospitalidade - IH, atuando na gestão do Programa de Certificação em Turismo Sustentável, o PCTS. Era o ano de 2006 e já trazíamos na bagagem experiências importantes em secretarias municipais de Salvador e Cairu.
 
Quando tudo parecia estável, em 2009, entramos para a equipe de consultores do Sebrae, com forte atuação na área de turismo, fato que deu grande impulso à nossa empresa. Participamos, entre 2009 e 2011, da elaboração dos Planos de Marketing da Costa das Baleias, Costa do Cacau e Costa do Dendê, além de um dos mais interessantes trabalhos, que foi o Plano de Desenvolvimento da Produção Associada ao Turismo da Costa do Dendê. Ver o turismo do ponto de vista da produção associada foi muito enriquecedor e nos abriu novas perspectivas profissionais. No Sebrae, participamos também do Projeto Territórios Criativos, a partir de 2012, que nos aproximou de forma definitiva da economia criativa. Desse projeto, participamos desde a sua concepção, passando pela gestão e execução de algumas ações. A ideia foi identificar os bairros de Salvador e algumas cidades do interior que seriam territórios criativos pela sua vocação e acervo de negócios criativos ali instalados, e neles incentivar, fomentar, quebrar barreiras e articular soluções para o desenvolvimento da economia local.
 
Em um desses Territórios, o Candeal, a criatividade se apresentava em forma de música e relacionamentos comunitários. Lá, conhecemos a Pracatum, com a qual tivemos uma profícua relação de parceria. Estivemos no Candeal, entre 2012 e 2014, tanto no projeto Territórios Criativos, como no fortalecimento das instituições sociais 09 de Outubro e Defesa e Progresso do Candeal. O primeiro pelo Sebrae e o segundo pelo IFCI e Cooperação Espanhola.
 
Em outro Território, o de Cachoeira e São Felix, no Recôncavo da Bahia, participamos ainda do Projeto de Produção Associada ao Turismo Étnico, no Quilombo do Kaonge, para o Sebrae e Instituto Votorantim, misturando turismo e interpretação do patrimônio, conforme defendíamos nos tempos da Faculdade Olga Mettig, por onde passamos como alunos ou professores.
 
Ainda em 2013, com a Fundação Escola de Administração da UFBa, estivemos no projeto do Fortalecimento Institucional da Secretaria de Turismo da Bahia, voltado para a preparação da instituição para receber o Prodetur da Baía de Todos os Santos, super projeto que ainda apresentará os seus resultados.
 
No mesmo ano, na Praia do Forte, fizemos o Planejamento Estratégico da Associação Turisforte, pela parceria Turisforte / Sebrae e logo em seguida, o Plano de Marketing da Praia do Forte, para a Prefeitura de Mata de São João. Esse Plano teve foco estratégico na Copa FIFA de Futebol 2014, quando a Praia do Forte foi a residência brasileira da seleção da Croácia e se destacou entre os demais Centros de Treinamento de Seleção pelo seu planejamento e organização. Ainda na Praia do Forte fizemos consultoria para a Casa de Nati, restaurante por quilo da simpática e muito querida empresária que dá nome à empresa.
 
Ali pertinho, em Imbassaí, fizemos o Plano de Marketing Turístico, em parceria com a Associação de Comerciantes de Imbassaí e o Sebrae.
 
Em 2014 foi o início do Escritório Bahia Criativa, fruto de convênio da Secretaria de Cultura da Bahia – Secult BA com o Ministério de Cultura – MinC e onde a Cria Rumo assumiu todo o serviço de consultoria para profissionais e negócios criativos. Esse foi outro marco importantíssimo na trajetória da empresa. No Bahia Criativa ficamos até 2016 prestando as consultorias e em 2017 elaborando o Relatório das Ações do Primeiro Ciclo, já publicado.
 
Outra experiência muito rica foi trabalhar, em 2015, a Interpretação do Patrimônio de São Francisco do Conde para a Prefeitura Municipal. O município, banhado pela Baía de Todos os Santos, é cheio de histórias de grandeza e valentia. Ali na Ilha de Cajaíba, planejamos trilhas e roteiros interpretativos e vimos o lindo Casarão ser palco de novela da Rede Globo.
 
No mesmo ano fizemos o Plano de Marketing Turístico de Valença e Guaibim e ainda o Plano Verde, que orientou o desenvolvimento turístico de Serra Grande, município de Uruçuca. Nesses dois trabalhos, desenvolvemos as marcas turísticas das localidades, que são hoje utilizadas em todo material publicitário dos destinos.
 
Também em 2015, lançamos um pacote de oficinas empresariais, o Programa de Fortalecimento do Empreendedor – PFE, formado por temas como Planejamento, Liderança e Negociação e no ano seguinte incluímos o Coaching de Alta Produtividade. Todas as oficinas foram aplicadas por profissionais experientes em trabalhos com grupos de empresários.
 
No ano em que fizemos 10 anos, 2016, assumimos mais um projeto marcante na Secult BA: o apoio para a seleção das propostas culturais submetidas nos Editais Setoriais lançados em 2016. Foram 23 editais setoriais, 3.200 propostas analisadas, 75 profissionais na equipe, 5 meses de intenso trabalho.
 
Nesse mesmo ano, assumimos a implementação do Programa MEDE Turismo nos destinos de Morro de São Paulo e Barra Grande, ambos na Costa do Dendê. O MEDE Turismo é uma solução desenvolvida pelo Sebrae, que tem por objetivo monitorar e orientar o desempenho empresarial de negócios turísticos por um período de 12 meses.
 
Ainda em 2016, fizemos um roteiro de turismo pedagógico, em parceria com a Sport for Kids, levando alunos de Salvador para conhecerem a experiência do Quilombo do Kaonge, em Cachoeira.
 
Em 2017 elaboramos, para a Fundação Gregório de Mattos, o Diagnóstico Cultural de Salvador, que foi posteriormente utilizado como input para a elaboração do Plano de Cultura de Salvador. Esse foi mais um trabalho que nos impactou enormemente, apresentando a Cria Rumo para um público exigente e muito desafiador. Tratamos com o Conselho Municipal de Política Cultural e ampliamos nossos relacionamentos institucionais.
 
Em 2018 iniciamos a aplicação das Oficinas Empresariais de Planejamento e Metas, Negociação e Liderança para os clientes do SEBRAE, através das contratações de propriedade intelectual, grande sacada do SEBRAE. Outra energia muito boa em 2018 foi nossa aproximação com o turismo religioso, que hoje nos coloca em contato profissional com o Território Santo, que tem nossa Santa Dulce dos Pobre como o maior emblema.
 
Em 2019 estamos desenvolvendo o Plano para o Desenvolvimento do Turismo Étnico Afro de Salvador, contratados pela Prefeitura de Salvador / Prodetur / BID e formatando produtos e serviços criativos em Salvador, Chapada Diamantina, Porto Seguro e Morro de São Paulo, para o SEBRAE.
 
E assim, com 13 anos de muita estrada, trazemos na mala um bocado de experiências, ótimos clientes e parceiros, uma forte rede de relacionamentos profissionais, boas amizades e, como sempre, a esperança no desenvolvimento sustentável do turismo e da cultura do nosso Brasil.


Leia mais


Editorial, 07.FEVEREIRO.2019 | Postado em Geral
  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...